Escritos do Maninho, poemas, letras de música, pensamentos, textos…….Enfim, a vida do Maninho….

Locomotiva

O céu abre passagem

Quando os ponteiros dizem não

Quando o momento insiste em estar

Mais próximo do sim

Talvez seja a hora

De arrumar as malas, ser vagão

Que anda sem saber o rumo

Só pelo prazer de andar

Estar no passo certo

É redundância, é a vida

Puxada na locomotiva

Que os dias atrevidos

Insistem em pegar carona

Que horas já são?

Nesse instante me devoro

No pensamento constante

Na hora que deveria ser minha

E que sem angústia controlo

Anúncios

2 Respostas

  1. ju

    É… não sei se nós que pegamos carona no tempo, ou se ele quem nos agarra e acompanha.
    Sei que tenho aprendido que a vida, pra ser bem vivida, não deve se prender ao tempo. O ontem já passou, o hoje, nem vemos, amanhã, daqui a pouco já ficou pra trás. Perder tempo? Tanto faz… não vivo em função dele.

    outubro 5, 2008 às 10:10 pm

  2. Ás vezes não temos simplesmente forças pra controlar o ritmo da vida, já que os ponteiros ditam o tom em que devemos dançar. Doi observar que na maioria das vezes deixamos a vida nos levar e perdemos nossa essencia em função do tempo.
    Faço minhas as palavras de Rubem Alves: “Quem sabe que o tempo está fugindo descobre subtamente a beleza única do momento que nunca mais será”.

    outubro 28, 2008 às 8:36 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s